Umumbigo


agora não
Setembro 28, 2009, 1:25 pm
Filed under: política | Etiquetas: , ,

Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

-Agora não, que é hora do almoço…
-Agora não, que é hora do jantar…

-Agora não, que eu acho que não posso…

-Amanhã vou trabalhar…

Agora sim, temos a força toda!
Agora sim, há fé neste querer!
Agora sim, só vejo gente boa!
Vamos em frente e havemos de vencer!

-Agora não, que me dói a barriga…
-Agora não, dizem que vai chover…
-Agora não, que joga o Benfica…

e eu tenho mais que fazer…

Agora sim, cantamos com vontade!
Agora sim, eu sinto a união!
Agora sim, já ouço a liberdade!
Vamos em frente, e é esta a direcção!

-Agora não, que falta um impresso…
-Agora não, que o meu pai não quer…
-Agora não, que há engarrafamentos…

-Vão sem mim, que eu vou lá ter…

(Pena é que 39,4% dos eleitores não tenham ido lá ter.  Trata-se de um recorde. As mesas de voto nem apresentam bolinhos de amêndoa ou um cálice de vinho do Porto, qual é a ideia? Perderam-se pelo caminho. É que era domingo, por acaso à segunda há quem trabalhe, é dia do Senhor e do descanso. Dizem que anda aí a gripe A. Mas vejam que nem jogou o Benfica, a chuva não nos fez uma visita. Ou aí, bem, aí o caso poderia ser ainda pior. Não me falem em formas de protesto, para isso há algo designado “voto em branco.”  Não comparecer será mais, sei lá, preguiça? Simplesmente, como cantaria  Ana Bacalhau, há  mais que fazer.)

Anúncios

4 comentários so far
Deixe um comentário

Viva, a abstenção vale o que vale e a meu ver é uma excelente forma de mostrar descontentamento ou completa desacreditação no sistema.
O que acho ESTRANHO e GRAVE é a falsidade com que os políticos apresentam os resultados, o PS não teve 36,6 ou o PP 10,5… tiveram sim, vá… façam as contas e podemos sentir a diferença na frieza dos números, afinal o PS teve apenas 21,96 e poucos porcento, o PP a volta dos 6,3 porcento…
O que é grave é mascararmos resultados e desvalorizarmos um importante movimento na politica portuguesa, indiferença e descontentamento embora que silencioso são 39,5 porcento.

Comentar por Helder Pinho

grande post marta :D CONCORDO PLENAMENTE!

Comentar por Danny

Esta música enquadra-se na perfeição no espírito português.

Comentar por Ana

Hélder Pinho, para quê a Revolução de 74? Voto livre. Expressão política. Nos últimos actos eleitorais, uma grande parte não usufruiu deste direito (e dever). Trata-se de uma responsabilidade. O voto em branco é um protesto e uma atitude crítica e política, o tal descontentamento e desacreditação. Não votar é simplesmente reprimir algo que foi custoso de implantar. Para quem é inerte, criticar os políticos nos restantes dias do ano quando não expressou os seus ideais na oportunidade certa parece-me muito incoerente.
Cumprimentos

Comentar por umumbigo




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: