Umumbigo


espera
Janeiro 16, 2014, 12:39 am
Filed under: nostalgias

LII

Para contar uma boa história não são precisas grandes personagens ou grandes espaços. Nem mesmo um grande narrador. É precisa, acima de tudo, paciência. De quem conta e de quem lê. Para agarrar nos mais pequenos pormenores uma vida. Para, enfim, materializar em pensamentos com cheiro e toque o tanto de muito pouco. Delineando curvas ou a rigidez de uma linha reta. Para contar uma história, podemos exatamente ter muito pouco. Muito pouco tempo e espaço. Até poucas pessoas.

Ousemos ter apenas uma. Uma pessoa num tempo curto – um dia. Uma pessoa, um dia e um espaço limitado por quatro paredes. Daqui parece, à primeira vista, uma sala acolhedora. Estamos, pois, situados. Podemos e devemos agora descansar: a viagem, apesar de curta, é longa.

Voltando à pessoa, está agora sentada no sofá e olha para nós. De olhos muito fixos. Não sabe por enquanto porque espera ali, nós também não. A história é ainda um ainda.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: