Umumbigo


nada
Janeiro 20, 2014, 12:17 pm
Filed under: nostalgias

LVI

– E se não houvesse nada?
– Como nada?
– Nada!
– Por exemplo…
– Nem nós, nem isto, nem universo, nada.
– Havia silêncio?
– Nada de silêncio, rigorosamente nada.

Joana e João passaram o portão da escola.

– Sim, um barulho ensurdecedor.
– Não, não entendes? Nada!
– Tudo negro?
– Esquece, falo de nada. Não é preto, não é branco, não é nada.
– Não consigo imaginar o nada.
– Eu também não.
– Provavelmente não se imagina.
– Sim, o nada não tem lugar físico. Não terá lugar mental.
– Então não devíamos estar a falar sobre ele. O nada não se discute. É nada.
– Obrigada, precisava de ouvir isso.

Joana e João entraram na sala de aula.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: