Umumbigo


estação
Janeiro 21, 2014, 6:18 pm
Filed under: nostalgias

LVII

Andava às voltas na estação como se esperasse alguém. Ou, talvez, como se fosse partir. Mas é importante sabermos que não esperava nem mesmo partiria. Estava simplesmente ali. Estava simplesmente ali às voltas.

O espaço impregnava-a de conforto. Exatamente por poder ser vista como alguém que espera ou parte. Como alguém que, então, tem uma ação mental definida. Que resultará em ação. Daqui a já uns segundos ou eventualmente depois de uma hora de espera, concretizar-se-á. O intervalo de tempo torna-se irrelevante, o fundamental é acontecer. O fim em si, em sim, inteiro.

Porque Helga não soube e acredita não saber acontecer em nenhum outro sítio, fica simplesmente ali.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: