Umumbigo


hás
Janeiro 30, 2014, 7:05 pm
Filed under: nostalgias

LXV

– Tu hás.
– Hei-de o quê?
– Não hás-de. Nem há-des. – sorriu – Tu hás.
– Para quê esses jogos de língua?
– Quais?
– Esses.
– Estes? Gostas de ás de coração?
– Sim, Helga.
– E como é que se diz?
– O quê?
– Tu hás ou tu há?
– Não me parece que nenhum exista.
– Então?
– Tu existes?
– Tu hás. Tu há. Tu hás. Tu hás. Tu existes.

Luís abraçou Helga e disse-lhe: menos palavras. Se fosse Lito, exploraria a continuidade do discurso. Provavelmente gritaria: eu há! eu hei! HEI! HEI! HEI!

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: