Umumbigo


saída
Março 15, 2014, 3:07 pm
Filed under: nostalgias

CVI

– Vivo numa rua sem saída.
– Não é isso muito asfixiante?
– Viver numa rua sem saída?
– Sim, contra a parede ou beco ou muro ou o que for.
– Repara que é a rua que não tem saída, não eu. Viro à esquerda e tenho muitas, e na minha cabeça tenho também à direita uma mão cheia delas. Muitas mãos cheias.
– Para lá do muro alto?
– Na minha cabeça não há muro.
– Que bonito, Guida. Que bonito é poderes optar por uma saída mesmo onde te dizem que há um muro.
– Também podes, Lucília.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: