Umumbigo


estilhaço
Abril 25, 2014, 7:07 pm
Filed under: nostalgias

CXLVI

O rumor do mar é como um formigueiro imenso. O espraiar das ondas sai por todos os poros, numa batida tribal. O suor é quente, próprio de clima tropical. A vida está cheia como um ovo.

Damião gosta do azul do Pacífico. Por oposição, vê no espelho do carro o céu vermelho vivo como sangue de animais. Como um estilhaço de revolução.

É o começo do último dia ali. É o fim da vida na ilha. De noite, regressa à aldeia onde espera Ondina à janela dos caixilhos cor de carmim.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: