Umumbigo


opostos
Abril 28, 2014, 7:07 pm
Filed under: nostalgias

CXLIX

Vimos do sul para norte e vamos do norte para sul, ou este a oeste, qualquer coisa como andar sempre na direção oposta. Oeste a este, onde há o expoente máximo do melhor que conhecemos. É então muito melhor, é terrivelmente bom. Assusta a felicidade que promete. Mas vicia para prender e logo chama-nos muito alto até rumarmos de norte a sul, este a oeste, sul a norte, baixo para cima, claro, qualquer coisa como corrermos para a ponta oposta. Como trocar de cabeceira de mesa, agora sim vejo o que quero e o assento é confortável. Agora sim, claro.

Violeta explica aquilo que diz ser a essência humana. Procurar o contrário num retorno sem fim. Chega a ser angustiante, como vivemos nesta roda viva – conclui sem esperar resposta. Luís pergunta, como sempre pergunta: procuraste-me por ser o oposto de ti? Em sexo e ideias?

– Em ideias, sim.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: