Umumbigo


meia luz
Junho 11, 2014, 11:16 am
Filed under: nostalgias

CXCV

Ficaram todos num círculo a meia luz. O círculo era próximo, ombro com ombro, num aperto que segura. Não havia mais luz porque havia antes o medo de verem os outros rostos. De se deixar ver o próprio rosto.

A meia luz não se completa e também não o teria que fazer quando o mundo é partido pela metade com a facilidade com que se corta uma laranja em dois. Quando o mundo se completa, sabe também que terá que lembrar entretanto que algo tem que inacabar.

Petrúcio não olha as filhas. As filhas olham Petrúcio.

 

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: