Umumbigo


silêncio
Junho 12, 2014, 11:14 am
Filed under: nostalgias

CXCVI

No dia em que Índigo se vingou pôs silêncio na mente de todos, exatamente um magote de silêncios com boca. Um magote por terem boca e dizerem coisas de pessoa mas não tinham ouvidos nem olhos porque não tinham que ver nem ouvir, apenas murmurar, falar e gritar. Murmuravam quando os homens estavam em silêncio, falavam quando falavam com outras pessoas, gritavam de noite.

A aldeia endoideceu e Índigo teve um princípio de pena deles, os da aldeia, mas depois teve pena de si próprio e então esqueceu-se dos outros, os da aldeia, esses teriam que saber por uns tempos o que é ser um louco a tentar fugir do que murmura, fala e grita o silêncio. E todos sabemos que é muito.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: