Umumbigo


entropia
Agosto 10, 2014, 11:55 pm
Filed under: nostalgias

CCXXIV

Foi difícil voltar a confiar num outro homem. Foi difícil até Ondina voltar a confiar num homem para amar e ser amada. Durou algum tempo feliz, e um dia de barba crescida disse-lhe

– Aqui há entropia.

– Aqui?

– Tu e eu não somos claros como a água. Somos mesmo desordenados, desgovernados, é assim muito turvo.

As palavras pareceram-lhe absurdas e o estalo foi o prolongamento da admiração. Ruidoso. Nunca Damião diria aquilo mesmo navegando meses no mar sem ver o fundo. Sempre havia a esperança de atracar no dia seguinte para pousar o pé na ordem da terra. Sempre havia o dia seguinte embrulhado em promessa de voltar a casa. O chão da casa era claro como água. Era translúcido quando ambos o pisavam em simultâneo.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: