Umumbigo


sorte
Janeiro 1, 2015, 11:16 pm
Filed under: nostalgias

CCLI

Petrúcio não acreditava em nada que não se vê ou toca ou ouve ou cheira mas pelo sim pelo não beijava todas as manhãs ao acordar e todas as noites ao deitar a cabeça de uma santinha de que não sabia o nome ou o milagre, também quando se deitava de manhã e acordava quase de noite em dias do avesso. Era talvez o seu amuleto da sorte, todos precisamos de um pouco de sorte e afinal a sorte ajuda quem a procura.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: