Umumbigo


casa
Abril 12, 2015, 9:39 pm
Filed under: poesia

o meu pai nunca deixou de dizer

põe um chapéu na cabeça

a estrada é perigosa

o açúcar é veneno

e neguei a repetição

muitas vezes

quando ela é só

amor

e se o achei controlador

pesei depois as palavras

controla a dor

então o meu pai só quer ver-me

sem dor, então é amor

e eu não sou mãe

para saber desta matemática,

o meu pai tem olhos muito azuis

vi-o semi-cerrá-los contra o sol

para ver o melro

no fio do cabo elétrico

preto, bico amarelo

e ouvindo-o dizer

que coisa bonita,

o meu pai alinha as coisas

o jardim

a casa

quer a vida reta e justa

sem sobressaltos

e nós somos sobressaltos

o que é curioso porque

o meu pai procura os dias certos

e teve três filhos

logo aí

aceitou o desvio, o erro

amaciado com a alegria da Rosa

a minha mãe

que olha como quem só tem paixão

desenha palavras com morangos

nos bolos que dizem

parabéns e idades

e nomes

os nossos

porque o dela

sabe-o depois dos nossos

e sei que pelo menos há uma pessoa

no mundo feliz

a minha mãe

feita trovoada de risos

e mil coisas que abraça

e se um dia capotou o carro

pôs-se logo de pé

é assim, um raio de

energia

não precisamos de luz

quando há a minha mãe,

e a minha maior sorte

é nascer dos meus pais

num dia quente de verão

o último botão desta roseira

escreveu o meu irmão

de seu nome marta, pois então

e com muita honra o oliveira,

comigo a minha irmã  foi mamã aos oito

e é uma sorte ser irmã

dos meus irmãos

o Ricardo falando-me com olhos

intensos a brilhar

das melhores coisas do mundo

o melhor livro

a melhor música

o melhor filme

querendo eu ter essa inteligência

e o assobio ao descer as escadas

a Ana fingindo que não soube

que fui às gavetas dela

buscar uma blusa maior que não me serviu

mas que me aproximou de crescer

eu que queria ser grande como ela

e temos hoje dois corações

dois fios iguais ao peito

cúmplices

cabeças que dizem coisas iguais,

demos os três aos meus pais uma bicicleta

estática

e pedalam no sítio

mas eles não estão ali

claro que vão por aí fora

e avançam dimensões

muitos planetas

som e luz e tudo

porque são meus pais

ainda não disse que o nome é Joaquim

pais dos meus irmãos

e avós da Leonor, Mimi:

que sorte têm

de serem crianças com os avós

que são os meus pais.

abril de 2015

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: