Umumbigo


amanhã
Maio 25, 2015, 9:56 pm
Filed under: poesia

porque amanhã é leve

falarei das flores nascidas e abertas

cortarei a incerteza às rodelas

saltarei fronteiras com espingardas

aos tiros de amor

porque amanhã é simples

cantarei as flores nascidas e abertas

comerei a incerteza às rodelas

romperei fronteiras com espingardas

aos tiros de amor

porque amanhã troco o verbo

faço pontaria

e silêncio

é dia de me disparar.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: