Umumbigo


Berço
Maio 17, 2016, 9:13 pm
Filed under: poesia

 

Envelheceu a cama

mas os meus cabelos escurecem

a pele alisou

as ideias ficaram curiosas

como criancinhas saltitantes

de olhos esbugalhados porque

tudo é um milagre.

E a cama rangendo sempre que me viro –

gosto de deitar-me de um lado,

depois do outro repetidas vezes

na noite longa. Um lado e depois

o outro na escuridão do quarto.

Às vezes durmo de barriga para baixo

como quando era pequena.

 

Envelhecer é sonhar ser criança.

 

A cama queria ser berço,

eu queria caber no colo quente

da minha mãe.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: