Umumbigo


profundidade
Outubro 5, 2016, 10:36 am
Filed under: poesia

Embora saibamos bem que não

devemos saltar do rochedo alto

não conhecendo a profundidade

do mar, há qualquer coisa que

nos empurra para lá, para aqui

onde estou com os joelhos a

tremer, os olhos tentando

adivinhar a profundidade e

perguntando alto a quem ouvir

como saber se também não

sabemos dizer quão fundos são

os olhos de quem amamos e isso

nunca nos impediu de amar.

Salto do rochedo e bato no fundo

escuro do mar azul. Estou viva.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: