Umumbigo


lince
Outubro 7, 2016, 8:51 am
Filed under: poesia

Imagina olhos de lince abertos numa fenda

onde cabe a dúvida sobre a sobrevivência

que te faz correr mais porque vês o fim

e o esforço transforma-se em batimento

acelerado e o suor e a dúvida crescem.

 

Já não há olhos de lince abertos na fenda.

 

Corres sempre em frente e olhar para trás

foi um erro do qual não podes afastar-te.

 

Pior do que fugir do animal selvagem

é fugir da tua imaginação.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: