Umumbigo


resolução
Outubro 25, 2016, 8:37 am
Filed under: poesia

Querer resolver a vida

é em si um problema

atado num nó cego

algo absurdo como

matar a sede com

água do mar ou

tentar caminhar

de pernas para o ar.

Não se pode resolver

como a uma equação

difícil e talvez o máximo

a fazer é realmente

desenrolar o novelo com

um pouco de paciência,

um pouco de esperança,

um pouco de loucura.

Claro: loucura.

 

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: