Umumbigo


A bicicleta do Dudu
Dezembro 7, 2016, 4:16 pm
Filed under: Moçambique

II

Depois de conhecermos o Dudu na chegada à ilha de Moçambique, encontrámo-lo no dia seguinte a arrastar uma bicicleta toda desconjuntada. Identifiquei pelo menos a corrente solta.

– O que se passa com a tua bicicleta?

– Não anda – sorriu – e na nossa cabeça uma varinha de condão corrigia tudo e o Dudu já ia a pedalar quase a rasgar as nuvens.

– Sabes quanto é o arranjo?

–  Sim.

– Quanto?

– Não sei.

Já disse que o Dudu diz sim a tudo?

– Vai saber quanto é – e o Dudu afasta-se a empurrar a bicicleta feito flecha com o coração a bater nos joelhos. A campainha vai no bolso para não se perder porque está solta. Fico a pensar como não queima os pés no chão a escaldar.

Mais tarde encontrámo-lo de novo. Quando perguntámos se tinha novidades, disse envergonhado. O conserto equivalia a menos de dois euros e o Dudu foi à oficina à velocidade de um foguetão.

Caiu a noite e nasceu um novo dia. A ilha é pequena e contávamos encontrá-lo na sua bicicleta nova. Depressa o vimos num grupo grande de crianças mas ainda a levava pela mão.

– Então ainda não anda?

– O assento não encaixa – explicou que só arranjou a corrente e deu o que sobrou à mãe.

– Sabes quanto custa o assento?

Ri-se e diz baixinho cem meticais (aproximadamente um euro).

– Onde se compra?

– Lá.

Chegámos em poucos passos lá e pedimos um assento. A mulher da loja disse que eram duzentos meticais e logo o Dudu falou muito rápido – mas havia um mais barato vermelho a cem!

– E gostas desse?

– Gosto desse vermelho.

O Dudu saiu da loja com o assento vermelho e os olhos felizes.

Mais tarde, vimo-lo com a bicicleta ainda pela mão. Ainda?

– O que falta para andar, Dudu?

– São os raios que não estão bem – enquanto chutava uma pedrinha.

Fomos ao homem que conserta as bicicletas e outras coisas mais e perguntámos quanto faltava afinal para ficar totalmente reparada. Com cerca de dois euros ficaria como nova. Finalmente.

– E a bicicleta fica pronta hoje?

– Fica.

Então até já, Dudu, quanto te virmos de novo esperamos que já vás de mãos no guiador.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: