Umumbigo


Ilha
Janeiro 1, 2017, 11:32 pm
Filed under: poesia

Há uma ilha no Índico

de pele preta salgada e

olhos abertos a sorrir

com crianças lá dentro

que pegam-nos na mão

para contar a história

insular e também

o amor.

Do pescoço pende um

fio com um só búzio

a falar do fundo do mar

e partimos de barco

à vela para tesouros de

areia a flutuar no oceano

que serena as ideias

para logo vermos o

farol vermelho e branco

como no imaginário

de uma infância feliz.

O mar suspira canções

e o vento é uma carícia

leve e o corpo pede para

mergulhar agora e a

luz é uma promessa.

A língua é essa mesmo

que ouvimos sussurrar

no útero da mãe.

O toque diz que toda a

gente é gente de abraçar

no calor feito onda

de alegria que nos

embrulha como a

recém-nascidos

em capulanas

de todas as cores

do mundo.

 

Então é tempo de

renascer.

 

(entre a Ilha de Moçambique e a Ilha de Goa. novembro de 2016)

 

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: